A1BA67D6-B7F5-4EE9-B96E-A3C6C6A729C2TIM banca virtual
99BC25CD-9209-40C8-AC3C-7870EBF636C3

Publicado em 15 de janeiro de 2022

Estado estima que vacinas pediátricas estarão em todos os municípios em 48h

A intenção do Governo do Estado é levar as vacinas pediátricas a todos os municípios do Estado em, no máximo, 48 horas, afirmou o secretário da Saúde Marcos Antônio Gadelha, na tarde de hoje, 14, em entrevista coletiva. Ainda ontem, as 55.100 doses que o Estado recebeu do Ministério da Saúde começam a ser distribuídas pelo Estado, fornecimento que, inclusive, se valerá de aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

A previsão é de que alguns municípios comecem a vacinação já neste sábado, 15. Em Fortaleza, 200 crianças tiveram a primeira dose agendada para hoje no Centro de Eventos, conforme lista divulgada ainda ontem. A vacinação ocorrerá exclusivamente por agendamento, em ordem decrescente de idade. "Nossa expectativa é atender 400 crianças ao longo do fim de semana", afirmou o prefeito José Sarto (PDT) em texto publicado nas redes sociais.

O secretário Marcos Gadelha afirmou que a distribuição das vacinas tem ocorrido de maneira rápida no Estado. "Uma vez que a gente recebe, a gente com, no máximo, 48 horas, já têm disponibilizado todas as vacinas para todos os municípios cearenses".

O secretário ainda detalhou que o número de doses distribuídas levará em conta a população de cada um desses municípios. "Essas doses são encaminhadas pelo Ministério da Saúde e existe um processo de pactuação da comissão intergestora bipartite, do secretário do Estado e dos municípios", descreve o secretário, que acrescenta que o número de vacinas é acordado com antecedência. Na próxima semana, existe a previsão da chegada de um novo lote, ainda sem dia especificado.

Já a ordem da vacinação seguirá critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, levando em conta faixa etária (decrescente) e priorizando crianças que possuem comorbidades ou deficiências permanentes.

"A nossa intenção é vacinar o mais rápido possível. Mas a meta depende da adesão das pessoas", afirmou o secretário da Saúde. "Para isso, a gente precisa fazer essa campanha de sensibilização, conversar — com os profissionais de saúde, com as secretarias de saúde, com os prefeitos — ações para que a gente faça com que as pessoas procurem os postos de vacinação e se vacinem".

Cerca de 243 mil crianças foram cadastradas para a vacinação até o momento, conforme o Governo, de um total de cerca de 904 mil.

O governador Camilo Santana (PT) destacou, também durante a entrevista coletiva, que a maioria das contaminações atualmente ocorridas no Estado se dá pela variante Ômicron, "muito mais transmissível e que se dissemina com muita mais rapidez", conforme destacou. "Portanto, é fundamental que a gente também esse grupo etário possa estar vacinado o mais rápido possível", disse Santana.

"É uma vacina segura, já comprovada, já aplicada em vários países do mundo inteiro. É uma vacina específica para crianças, da Pfizer. Portanto, não há nenhum risco para as crianças, segundo todos os estudos, serem vacinadas".

A vacina pediátrica será aplicada em duas doses, com um intervalo de, pelo menos, oito semanas. "Quem completar 12 anos entre a D1 e a D2 deve concluir o esquema vacinal com a dose pediátrica da Pfizer", informou o Governo do Estado. Conforme a Pfizer, a vacina é 90,7% eficaz para as crianças dessa faixa etária.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar a sua experiência

Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa política de privacidade.