A1BA67D6-B7F5-4EE9-B96E-A3C6C6A729C2TIM banca virtual
99BC25CD-9209-40C8-AC3C-7870EBF636C3

Publicado em 15 de janeiro de 2022

Aumento na tarifa de ônibus em Fortaleza começa hoje

O ajuste da tarifa de ônibus de Fortaleza preocupa alguns usuários do sistema de transporte público. O aumento de R$ 0,30 faz a passagem custar R$ 3,90 a partir deste sábado, 15. Pode parecer pouco, mas passageiros que conversaram com O POVO na manhã desta sexta-feira, 14, demonstraram que o valor fará diferença no orçamento mensal.

“Eu pego ônibus todos os dias para ir ao trabalho, de segunda a sábado. Vai fazer uma grande diferença, não só para mim, mas para todos”, afirma a confeiteira Janiele Gomes, 34. A mulher também costuma arcar com as passagens da filha adolescente, que ainda não recebeu a carteirinha de estudante referente à 2022 e precisa pagar inteira. O valor da tarifa estudantil também aumentará R$ 0,20, ficando em R$ 1,80.

LEIA TAMBÉMImpacto social, econômico e político do ônibus mais caro

Para a aposentada Fátima Sousa Saraiva, 60, o aumento é considerado significativo. “Todo aumento vai doer um pouquinho no bolso de quem vai tirar para pagar. Infelizmente, as empresas disseram que estão com dificuldades que passaram na pandemia. Mas, geralmente, vai doer no mais fraco”, disse, enquanto esperava o coletivo no terminal da Parangaba.

A operadora de caixa Sintia Germano de Lima, 26, não concorda com o aumento devido à crise econômica dos últimos anos. “Pelo que a gente 'tá' passando agora na pandemia, achei um aumento desnecessário.” Nos dois primeiros anos da pandemia, em 2020 e 2021, não houve aumento da taxa dos coletivos em Fortaleza.

O aumento na passagem não vai refletir em mais dinheiro no valor pago de vale transporte pelos patrões de Regina Oliveira, 20, operadora de caixa. No terminal do Antônio Bezerra, ela contou que o valor do almoço e das passagens do dia são fixos. “No meu trabalho não vai ter aumento. Vou ter que tirar do meu bolso para repor na passagem.”

Já Leonardo Costa, 22, acredita que o valor do aumento é “razoável”. “O preço que eles especularam realmente era um preço abusivo”, diz o auxiliar administrativo, mencionando a previsão de que a passagem teria 50% de aumento, dada em dezembro de 2021 pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus).

O preço de R$ 4,50 especulado pelo sindicato não foi adotado, segundo a prefeitura da Capital, devido a um aporte de R$ 6 milhões por mês que os governos municipal e estadual repassarão em 2022 para o setor do transporte público. A verba, que ajudou a segurar o valor da passagem, é maior que a repassada em 2021, quando R$ 32 milhões foram destinados.

“Para eles pode não fazer diferença, mas pra gente faz. Até tudo bem que aumentem a passagem, mas coloquem uma frota precisa, de acordo com a demanda, porque não compensa”, reclama a autônoma Marta Moreira, 55. Ela, que chega a pegar quatro ônibus por dia, afirma que o aumento precisa refletir em melhorias na qualidade do transporte, principalmente na quantidade de ônibus disponíveis para a população, que considera pouca. A Prefeitura anunciou que 100 coletivos serão adicionados às frotas da Capital em 2022. 


Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar a sua experiência

Para saber mais sobre os cookies que usamos, consulte nossa política de privacidade.